Se você vai se casar na igreja é conveniente que você tenha muito claro todos os detalhes e para isso o melhor é perguntar. Aqui estão as perguntas para facilitar um pouco o caminho.

Vocês já prometeram e começaram a dar os primeiros passos em direção ao seu casamento religioso. O primeiro é escolher a igreja na qual dirão o sim e depois ir para o escritório paroquial para falar com o padre. Se não é o mais próximo da área é possível que seja um pouco mais difícil em termos de data, mas não deve haver nenhum problema. Uma vez reunidos com o padre é aconselhável perguntar:

  • Quais os papéis precisamos para nos casarmos e quando devemos tê-los?
    Por ai é por onde você começa a preparar legalmente um casamento e é importante ter tudo muito claro.
  • Devemos fazer um curso pré-casamento? E em caso afirmativo, quando e onde?
    Em algumas igrejas existe consideração com os casais que trabalham e realizam cursos intensivos em um fim de semana, por exemplo. Se vocês são de outra população ou comunidade, também deverá perguntar se é necessário fazê-lo ali ou se vocês podem fazê-lo em sua cidade.
  • Que datas estão disponíveis?
    Vá com bastante antecedência se para vocês é muito importante escolher uma data específica, já que os sábados devem estar lotados.
  • Alguém vai se casar no mesmo dia em que vocês?
    Se a resposta for sim, a parte positiva é que eles costumam dividir os gastos com a decoração e a negativa é que esta não poderá ser tão personalizada como você poderia ter desejado.
  • Você pode levar o seu fotógrafo?
    Você ficaria surpreso com o número de lugares que impõem o deles. É ilegal e é possível denunciar, mas está em suas mãos querer lutar um pouco ou não.
  • Quando será a adoção desses?
    Neste dia, você tem que ir com duas testemunhas desconhecidas para que o sacerdote faça algumas perguntas e confirme que vocês desejam se casar livremente e por amor.
  • Até que ponto temos liberdade para decorar a igreja?
    Se para você é importante que haja alguma decoração, precisa saber se será possível realizá-la. Mas, não perca de vista que é uma igreja e que tem sua estética própria e seus costumes.
  • As testemunhas do dia do casamento podem ser familiares ou apenas amigos?
    Depende da igreja e de seu padre. Em algumas podem ser qualquer pessoa e outras os familiares não podem ser testemunhas.
  • Quanto custa à cerimônia?
    Em alguns lugares, a “vontade” tem um valor mínimo e em outros vão dar-lhe um envelope no qual você colocará a quantia que considerar oportuna.
  • Você pode escolher o tipo de missa e suas leituras?
    Missa curta ou tradicional, que é mais longa e inclui a comunhão, embora a curta ou de casamento seja a mais comum é sempre bom poder escolher. As leituras podem ser obrigatórias ou talvez seja permitido que um membro da família ou amigo leia um texto como uma carta, um poema ou algo mais pessoal.
  • Você pode escolher a música e quais são as possibilidades?
    Saber se tem um órgão da igreja, se tem um coro ou solista que você possa contratar ou se tem uma equipe de som para fazer uma entrada com a música que você deseja. Detalhes que são importantes para o dia D.
  • Existe alguma norma para respeitar?
    Talvez não os deixem jogar arroz na saída, recomendem ir com os ombros cobertos durante a cerimônia ou qualquer outra preferência desse padre e igreja particular.