Para reafirmar o culto ao amor, alguns casais optam por seguir certas tradições de casamento durante a cerimônia, que simbolizam a união e os bons desejos para o casal. Desde quebrar um vidro, no caso da tradição judaica até se casar com guirlandas se falamos de casamentos havaianos, é possível escolher uma infinidade de rituais que representam o vínculo sagrado que se consolida ao dizer sim.

Uma das tradições mais enraizadas é usar um véu de noiva. Não apenas o escolhem as noivas por razões estéticas, mas também é escolhido por aquelas que querem seguir os costumes dos filipinos, que costumam colocar o véu da noiva sobre o noivo e, em seguida, receber uma bênção conjunta.

Semelhante é o caso das mencionadas guirlandas havaianas, que são usadas pelos integrantes do casal como símbolo de união. Os noivos as trocam e, enquanto geralmente são de flores também podem incluir conchas, folhas e outros elementos.

Na Escócia, porém se pratica uma tradição muito própria: depois de trocar os anéis o noivo coloca uma manta sobre os ombros da noiva como um símbolo da aceitação das mulheres no clã familiar. Não é a única tradição na qual se utilizam os têxteis, o xale afegão é um ritual presente no Afeganistão, onde, assim como no caso do véu, os noivos são cobertos por ele e, em seguida, recebem uma bênção.

Os casamentos ucranianos dão um passo adiante, porque em vez de um simples véu para representar a união usar um rushnyk, uma toalha de mão bordada com várias cores com a qual se unem as mãos dos noivos. As estampas bordadas do rushnyk representam o amor, a felicidade e os bons desejos.