Quando Beijar A Noiva?

Um sinal importante na cerimônia de casamento. O beijo sela simbolicamente os votos de casamento, E como é um sinal característico dos casamentos religiosos sagrados, nós vamos dizer hoje quando os noivos devem beijar a noiva e o verdadeiro significado desse gesto na história.

Os felizes para sempre deve ser selado com um final estonteante e nada como um beijo apaixonado, do tipo que leva boa dose de liberação de endorfina mas, também a ternura, o afeto e romance como nos filmes, para comemorar um momento tão especial. Mas além disso, o beijo tem a intenção de selar os votos na cerimônia religiosa que é considerado um sinal sagrado. Assim, sugere o fim da cerimônia e o início de uma vida como marido e mulher.

Como a história conta, o costume de beijar a noiva mudou ao longo dos séculos. Os especialistas dizem que, na Escócia, por exemplo, foi o primeiro sacerdote que beijou a noiva para alcançar a felicidade. Enquanto isso, em outros países, era a noiva que beijava a todos os homens no casamento. Tradições diversas que vão para mudam de tempo em tempo.

Mas, nos tempos modernos, após o casal de noivos beberem do cálice sagrado é o sacerdote que profere as palavras mágicas: “Eu vos declaro marido e mulher… e você pode beijar a noiva”… E se a noiva tem um véu, noivo antes o ergue antes de selar o beijo apaixonado. Em alguns casos, os convidados presentes aplaudem a cena. E assim termina a cerimônia religiosa, para abrir caminho para a assinatura das partes, dos padrinhos e testemunhas de casamento.

Embora tenha o mesmo significado, o beijo sagrado em cerimônias civis também se torna importante e, geralmente, ocorre no momento em que o juiz afirma que: “com o poder que concedido a mim, eu os declaro unidos pelo matrimônio”… E logo diz que o noivo pode beijar a noiva.

Assim, tanto o casamento religioso quanto o civil, o beijo do casal tem um significado especial e uma história de amor em comum, que simboliza vários episódios e momentos de prazer, uma reconciliação e a conexão entre duas almas. Um verdadeiro selo de um compromisso de amor e respeito sempre.

Por isso, o melhor o beijo é aquele que surge naturalmente e intensidade, ou seja, espontâneo. Sem preparações anteriores.

Viva os beijos!