A verdadeira pergunta é: por que não? Por que uma mulher não pode escolher se casar no auge da sua vida? Nos últimos anos, tem tido um aumento significativo no número de casais que decidem se casar depois dos 40 anos de idade. A sociedade evoluiu; as mudanças nos hábitos sociais (fatores culturais, econômicos, psicológicos, etc.) têm propiciado um aumento entre os casamentos de maiores de 40 anos, e inclusive 60 anos.

E muitas vezes caímos no erro de subestimar esta idade. Nos meios de comunicação muitas vezes ouvimos frases como: “Está ótima, apesar de ter completado 40” ou lemos artigos nas revistas femininas com títulos similares a: “Como aparentar menos de 40”. Associar os quarenta nos com a velhice é algo antiquado e absurdo, um costume que deve ser deixado para trás.

Diz-se que as mulheres nunca esquecem o seu desejo de caminhar até o altar, e que passados os 40, tem muito menos probabilidades de conseguir do que os homens. Isto não tem que ser assim, existe muitos homens dessa idade que anseiam o mesmo. As mulheres não têm nem mais nem menos dificuldade do que eles, ao contrário do que geralmente dizem. O sexo não é determinante no momento de tentar iniciar um casamento, e a idade, é claro, tampouco é.

A verdade é que a idade é o dado que menos importa neste caso. A ilusão de duas pessoas que comemoram o seu casamento aos 40, 50 ou 60 anos, pode ser exatamente a mesma que a de qualquer casal de vinte e poucos. O que realmente deve contar é o projeto de vida em comum no casamento; nunca é tarde demais para desfrutar disso.