Te escolheram como madrinha e acreditamos que é uma boa oportunidade para usar um lindo vestido. Mas é muito mais do que isso: a partir deste momento você vai se tornar a pessoa de maior confiança da noiva e você deve planejar com ela todos os detalhes, vivendo momentos de diversão, trabalho e muito estresse.

Acontece que existem momentos nos quais este processo fortalece o relacionamento, enquanto que em outros pode terminar sendo o começo do fim. Vamos mostrar alguns dos conflitos que podem ocorrer entre ambas às partes, onde são enfrentadas situações de tensão entre as madrinhas e a noiva, que nem sempre têm finais felizes.

Se você não quer que este seja o seu caso, aqui deixamos algumas dicas para que você assuma com sucesso o seu papel e jamais se arrependa de aceitar este desafio maravilhoso.

Conheça as obrigações da madrinha:

Antes de aceitar a proposta, você deve saber quais vão ser os seus novos compromissos. Normalmente, a madrinha é responsável por organizar a despedida de solteira, acompanhar as noivas nas provas do vestido e apoiá-la emocionalmente durante o processo.

Se você acredita que não será capaz de assumir esse papel, o melhor é explicar pessoalmente por que você prefere não aceitar o pedido. Ser honesta desde o início evitará que ambas passem um mau momento e que o casamento seja o fim da sua relação.

Leve em conta os gastos. Além do tempo, você deverá destinar algum dinheiro extra para ser madrinha. Seu vestido, os deslocamentos e o presente serão despesas básicas que você deve levar em conta antes de assumir o compromisso. Se você considera que a noiva planeja um orçamento enorme, não hesite em dizer-lhe. Quando você é sincera com a noiva existe a possibilidade que ela concorde em te ajudar com algumas despesas.

Participar na escolha do seu vestido. As noivas devem ter um papel ativo no que diz respeito à aparência de suas madrinhas. No entanto, existem casos onde as noivas ficam muito autoritárias e irritantes: obrigam suas madrinhas a usar exatamente o que ela quer. Nesses casos, o melhor é adotar uma atitude conciliadora, mas propondo o look que te faça sentir melhor.

Não se comprometa com tarefas irrealizáveis. Você é a madrinha e deve ser capaz de ajudar a noiva no que você puder antes e durante o casamento. No entanto, você deve ter muito cuidado com as responsabilidades que assume: não chegar a tempo com as tarefas vai ser contraproducente. Se você tiver algum problema de última hora, avise a noiva para que vocês resolvam juntas da melhor maneira possível.

Esqueça, você não é a protagonista. Certamente você quer ser a madrinha mais linda do mundo. Não é ruim, mas não se esqueça que em primeiro lugar está a noiva. Deixe de lado o seu narcisismo e lembre-se que neste dia você não é a protagonista.

Seja honesta com a noiva. Uma comunicação aberta é essencial durante todo o processo. Você deve ser honesta sobre questões-chave, como o design dos convites ou o vestido de noiva, mas sempre e quando ela te pedir conselhos. Além disso, lembre-se que este é um momento de grande estresse e que a noiva pode estar intolerável mais de uma vez: organize um jantar com ela para colocar os pés no chão, antes que seja tarde demais.

Assuma uma atitude divertida. Se você ficar em todos os momentos zangada ou descontente com as decisões da noiva, dificilmente será uma boa madrinha. Você não deve se tornar uma companheira verdadeiramente insuportável: seus caprichos tornam impossível a escolha do vestido e geram para a noiva muita tensão e estresse. Lembre-se que uma atitude mais positiva ajudará ambas a fortalecer sua relação e tornar este processo um momento maravilhoso e inesquecível.

Você quer nos contar sobre a sua experiência como uma madrinha?